ELBER GELADEIRAS

Geladeiras para Caminhões

ELBER GELADEIRAS

Geladeiras Náuticas

ELBER GELADEIRAS

Geladeiras para Vans

ELBER GELADEIRAS

Geladeiras para Ônibus

ELBER GELADEIRAS

Projetos Especiais

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Alterações no Código de Trânsito Brasileiro

As novas determinações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) já entraram em vigor, corrigindo principalmente os valores das multas de trânsito. As infrações foram reajustadas em torno de 50%, mas, em casos especiais, o condutor pagará muito caro por infringir uma regra de trânsito.


Falar ao telefone enquanto dirige, nem pensar! A alteração no CTB prevê infração gravíssima (7 pontos na carteira) para motoristas que forem flagrados falando ou segurando aparelhos eletrônicos, com multa de R$ 293,47. Antes, a infração era média e a multa custava R$ 85,13.

 A velocidade máxima em algumas vias também foi alterada. Em rodovias de pista simples, por exemplo, a velocidade permitida passou a ser de 100 km/h.

Outras alterações importantes

Quem estacionar de forma irregular em vagas destinadas a pessoas com deficiência estará cometendo infração gravíssima e terá de desembolsar R$ 293,47 em multa, além de ter seu veículo removido.

O motorista que for flagrado dirigindo sob efeito de álcool, ou que se recusar a fazer o teste do bafômetro, pagará multa no valor de R$ 2.934,70 e ainda perderá o direito de dirigir por 12 meses. No caso de reincidência no prazo de 12 meses, a multa dobra de valor e vai para R$ 5.869,40.

As mudanças no Código de trânsito ainda preveem valores dobrados para quem for infrator reincidente no período de 12 meses e multas também para pessoas jurídicas, ou seja, a partir de agora, empresas também podem ser responsabilizadas com multas de trânsito.

Uma boa novidade da alteração é o anúncio do lançamento de um aplicativo para smartphones, que facilitará a vida do condutor e ainda promete 40% de desconto nos valores das multas que devem ser pagas pelos usuários.

Confira os novos valores aplicados às multas de trânsito
- Leves: R$ 88,38 (3 pontos)
- Médias: R$ 130,16 (4 pontos)
- Graves: R$ 195,23 (5 pontos)
- Gravíssimas: R$ 293,47 (7 pontos)


Fonte: Blog da Iveco

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Pneu, cada percurso tem o seu. E agora você vai descobrir o ideal para cada tipo de viagem.

Pode parecer que não, mas saber escolher qual pneu usar em cada trajeto, está diretamente ligado à sua segurança e rentabilidade do seu caminhão. Como cada trecho e cada rodovia têm suas características, os pneus podem variar bastante dependendo do trecho que você está percorrendo. Por isso, aqui vão algumas dicas para você ficar atento:


Pneus Off-road
Para quem vai dirigir em locais mais brutos, com terreno de terra ou pedras e bem acidentados, indicamos este tipo de pneu para não te deixar na mão.

Pneus para alta severidade
Para rodar com seu bruto carregado ou não em trajetos urbanos, o ideal é optar por este tipo de pneu que facilita as manobras e aceleração e frenagem.

Pneus para baixa severidade
Quando o assunto é dirigir por mais tempo, como em rodovias asfaltadas que possuem muitas retas, escolhemos este tipo de pneu.

Pneus para média severidade
Quem costuma trafegar pelas rodovias brasileiras, pode apostar neste modelo. Já que ele é recomendado para estradas asfaltadas que possuem muitos aclives e declives.

Pneus Mistos
Se o seu percurso contempla locais asfaltados e de terra, vá com o pneu misto que garante uma boa performance nos dois solos.

Bom, além de escolher o pneu certo é preciso manter seu caminhão em dia também. Faça, regularmente, a calibragem dos pneus com a pressão correta, o rodízio para equilibrar o desgaste e também verifique sempre os amortecedores e condições dos pneus.


Fonte: http://blogcaminhao.mercedes-benz.com.br/

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Dicas de economia: como gastar menos combustível nas estradas

Quando o assunto é economia, a gente logo pensa no consumo principalmente de combustível. Esse consumo pode encarecer e muito a viagem entre um frete e outro. Ao adotar algumas práticas simples, é possível diminuir bem os custos e manter o veículo em bom estado, ao mesmo tempo, garantindo aumento de vida útil e valor de revenda. Aqui, listamos cinco dicas de economia de combustível. Vamos colocar em prática?


Planejar sua rota
Quando você faz um planejamento do seu caminho, evita surpresas desagradáveis. Por exemplo: se você chega direto ao seu destino, sem nenhum desvio ou problemas de estrada, consequentemente gasta menos tempo e menos combustível.

Calibrar os pneus
Pneus que não estão calibrados corretamente exigem mais do caminhão e isso desperdiça combustível, além de prejudicar a durabilidade dos pneus. Além disso andar sempre com a carga no peso permitido, checar os níveis de água e óleo e fazer a revisão e manutenção com frequência garantem tranquilidade e economia.

Use o tacômetro
Dirigir o máximo de tempo possível dentro dessa faixa e aliviar o pé nos trechos de reta garantem melhor aproveitamento do torque do motor. Esta medida também reduz o consumo de combustível, pois evita forçar o motor do caminhão com rotações baixas ou altas demais.

Mantenha o veículo engrenado
Antigamente, existia a crença de que, ao deixar o veículo em ponto-morto, não havia consumo de combustível. Além de ser inseguro para todos os motoristas, nos veículos modernos, o ponto-morto é entendido pelo motor como uma marcha lenta e não diminui o gasto de diesel. Na maioria dos veículos atuais, quando o pedal de aceleração para de ser pressionado, automaticamente a injeção de combustível é cortada e, somente dessa forma, deixa de consumir combustível. O veículo engrenado tem gasto de combustível nulo, já em ponto-morto, o motor funciona como se estivesse em marcha lenta e, por isso, consome mais.

 Adote a direção defensiva
Quando você mantém a distância de segurança de outros veículos, você evita o gasto de muito combustível com as freadas bruscas. Acelerar repentinamente também aumenta os gastos. Então, não faça ultrapassagens arriscadas, não force o pedal do acelerador e não ande em alta velocidade o tempo todo.


Fonte: Blog da Iveco

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Voltam as fiscalizações e multas por falta de farol aceso em rodovias

A Lei do farol aceso continuava valendo, mas as multas estavam suspensas desde 2 de setembro. Agora a situação mudou. Desde 19 de outubro em algumas rodovias já é possível verificar fiscalizações e multas por falta de farol aceso.

Por que parou? Por que voltou?
As multas tinham sido suspensas porque um juiz entendeu que não havia sinalização suficiente em diversos locais e muitas vezes o motorista nem sabia que estava em uma rodovia. As estradas que passavam por dentro das cidades eram as mais complicadas. Daí veio a medida de só se voltar a multar quando houvesse sinalização adequada.

 Agora porém a Procuradoria Regional da União da 1a Região decidiu retomar as autuações em locais que já possuam sinalização. O DENATRAN afirmou ainda que as rodovias não precisam comunicar o órgão quando se adequarem, basta colocar a sinalização correta e daí a via já esta autorizada a fazer fiscalizações e multas por falta de farol aceso.

Como saber se naquela via está valendo? Na nota de esclarecimento emitida pelo Ministério das Cidades fica claro que rodovias que não cruzam regiões urbanas já podem voltar a fiscalizar a medida. Nas que passam por ruas e avenidas, aí sim a lei só valerá quando a via apresentar sinalização clara “de forma que os motoristas não tenham dúvida razoável sobre sua caracterização”.

Na dúvida, melhor manter os faróis acesos em qualquer rodovia. Fique atento também a placas que indicam “início de trecho sob concessão…” ou “trecho sob jurisdiçãoo do DER”, esses são indicativos que se trata de uma rodovia e que os faróis devem estar acesos.


A Placa a esquerda mostra que a partir dela o trecho é de rodovia e os faróis precisam estar acesos

Já esta placa azul mostra o fim da rodovia. A partir daqui os faróis podem ser apagados.


Fonte: Por Paula Toco - Pé na Estrada

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Manutenção preventiva: cuide do motor do seu bruto

Você sabia que a manutenção preventiva é importante também para a saúde do motor do seu bruto? Ela é necessária não só para a estrutura do caminhão, mas também para o bom funcionamento das articulações e peças do motor.

Ao realizar a manutenção preventiva do motor, a probabilidade de falhas é reduzida, pois as inspeções reparam e ajustam defeitos das peças, evitando irregularidades e o risco de fundir o motor.

 A manutenção inclui:
 - revisão sistemática;
 - lubrificação periódica;
 - planos de inspeção de equipamentos;
 - planos de calibração;
 - aferição de instrumentos;
 - inspeção dos filtros de ar e combustível;
 - troca de óleo;

O período de uma revisão para a outra depende muito da recomendação do fabricante e dos quilômetros rodados pelo seu bruto.

Benefícios da manutenção preventiva do motor
Redução do envelhecimento ou degeneração do motor, bom estado técnico e operacional, conservação, prevenção de interferências externas que geram alto custo de correção, redução de riscos de falhas e quebras.

Não se esqueça: consulte sempre o manual do seu veículo para saber exatamente o tempo de uma manutenção para outra. Outro lembrete: anote as datas de manutenção. Assim, você não perde as contas e fica sempre em dia com seu companheiro.

Fonte: Blog da Iveco

terça-feira, 27 de setembro de 2016

São Paulo Boat Show

A Elber convida a todos para mais um grande evento.

Está chegando o São Paulo Boat Show o maior Salão Náutico Indoor da América Latina, que acontecerá dos dia 06 a 11 de outubro no São Paulo Expo. O evento reúne grandes marcas do setor náutico e a Elber estará presente com uma grande variedade de suas geladeiras náuticas. Nos visite, estaremos na área shopping stand S33.


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Dicas de limpeza: confira 5 dicas para dar aquele talento na cabina do seu bruto.

A cabina do caminhão é praticamente a nossa casa, então nada melhor do que deixá-la sempre limpinha. Confira algumas dicas de como limpar adequadamente cada parte dela:


Painel
Esse é fácil e simples. Basta utilizar um pano úmido para tirar aquela camada de pó que fica por cima do painel. Mas atenção: nunca jogue água diretamente no console.

Tapetes
Água e uma escova são suficientes para limpar um tapete. Evite utilizar produtos abrasivos e, no caso do tapete com carpete, é necessário secar um pouco ao sol.

Estofados
Os estofados devem ser limpos com muito cuidado. O excesso de água pode molhar a espuma e requerer secagem sob o sol. Portanto utilize apenas um pano úmido com um pouco de detergente. 

Cantos e compartimentos
Utilize um aspirador de pó para remover migalhas, cabelos e outros resíduos de cantos e compartimentos em geral, como o porta copos. Passe um pano úmido depois para finalizar.

Vidros

A limpeza dos vidros na parte interna é diferente da externa. Na parte interna é preciso retirar a oleosidade que muitas vezes fica impregnada o tocá-lo, mas um limpa-vidros comum é suficiente para o serviço.

Já na parte externa a limpeza é necessária para que a água da chuva possa escorrer livremente e não fique empoçada. Utilize um pano limpo com água e um pouco de detergente para esse caso.
Atenção: não utilize álcool em vidros com película, pois isso pode provocar corrosão do material. Quando utilizar detergentes, tenha o cuidado de retirar completamente o produto para que não manche o vidro ou a lataria.


Fonte: Mercedes Bens - Blog do Caminhão
Postagens mais antigas  → Página inicial