ELBER GELADEIRAS

Geladeiras para Caminhões

ELBER GELADEIRAS

Geladeiras Náuticas

ELBER GELADEIRAS

Geladeiras para Vans

ELBER GELADEIRAS

Geladeiras para Ônibus

ELBER GELADEIRAS

Projetos Especiais

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Dica de caminhoneiro: como cuidar melhor da saúde na estrada?

Imagem reprodução

Motorista está sempre pensando em manutenção, mas raramente é na manutenção do próprio corpo. Manter a saúde em dia e o corpo saudável é essencial para que você trabalhe mais e melhor, aumentando seu rendimento e a segurança das viagens.

Que tal algumas dicas simples para você se cuidar melhor entre um frete e outro?

Durma

Assim como o caminhão, seu corpo também precisa “desligar e esfriar” de vez em quando. Nesse caso, o ideal é todos os dias, de 6h a 8h de sono. Assim você consegue descansar e reabastecer as energias para mais um longo dia de trabalho. Lembre-se: um motorista sonolento coloca em risco a sua vida e a de outras pessoas.

Alongue os músculos

A principal atividade para evitar lesões e dores nos músculos é fazer alongamento periodicamente. Assim você evita inflamações e rigidez dos músculos afetados pelos movimentos repetitivos e tensão causada pela concentração nas estradas.

Não basta comer muito, é preciso comer bem.

É importante “abastecer” o corpo com combustível de qualidade. Portanto tenha uma alimentação saudável e equilibrada, evitando frituras e alimentos muito gordurosos. Lembre-se de fazer todas as refeições do dia e consumir frutas e lanches nos intervalos.

Fique atento à sua postura

Posições que parecem confortáveis podem ser uma armadilha para o seu corpo. Mantenha sempre a coluna ereta e as pernas apoiadas no chão, em um ângulo próximo de 90º. Isso evita que você tenha diagnósticos como escoliose e hiperlordose lombar.

Não se esqueça do protetor solar.

Ele é muito importante. Usar protetor solar nos braços e rosto é imprescindível para diminuir os danos dos raios UVA e UVB na pele, que podem causar envelhecimento precoce, rugas, manchas e até câncer de pele.


Fonte: http://blogcaminhao.mercedes-benz.com.br

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Como conservar os frios na geladeira?

Imagem reprodução

Muitas pessoas têm dúvidas sobre a melhor maneira de guardar alimentos na geladeira para conservá-los por mais tempo. 

Os frios, como presunto, apresuntado e outros, são essenciais para o lanche, mas qual é a melhor forma de guardá-los na geladeira?

Compre na quantidade certa
Não adianta comprar 1kg de presunto se você não tem nenhuma perspectiva de consumir essa quantidade em poucos dias. Os frios não duram muito na geladeira e, em pouco tempo, ficam com um aspecto pouco apetitoso. Nessa hora, a melhor coisa é tentar calcular, antes de ir pro mercado, qual é o consumo esperado nos próximos três dias.

Outra alternativa é congelar o excedente. Ainda que isso mantenha os frios conservados, há o inconveniente de esperar o descongelamento para comer. Além disso, a textura e o sabor, especialmente do presunto, podem ser bastante alterados nesse processo.

Frios precisam de frio intenso
Por isso, o melhor mesmo é não exagerar nas compras, uma vez que esses alimentos se deterioram com rapidez. Ao armazenar fatias de presunto, queijo, salaminho e outros frios na geladeira, dê preferência às prateleiras mais altas, onde a refrigeração é mais intensa. Certifique-se também de que as embalagens estão bem vedadas para manter a umidade natural dos produtos. Vale também armazenar os frios em potes, desde que eles sejam fechados perfeitamente, sem deixar brechas para o ar (mesmo o refrigerado) entrar.

O bom estado do produto também pode variar de acordo com a quantidade de alimentos na geladeira e com o número de vezes que o eletrodoméstico é aberto, expondo os frios ao contato com o ar de fora, mais quente. Apesar disso, é importante anotar a data de validade se for jogar a embalagem fora. ;)


Fonte: Perdigão

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Veja alguns cuidados de segurança para dirigir com chuva


Veja algumas dicas de como agir em dias de chuva:

Diminua a velocidade em pista molhada
É que o asfalto, quando molhado, dificulta a aderência do pneu a sua superfície. Mesmo que o pneu do seu bruto possua tecnologia para lidar com água, é melhor não abusar, né?

Abaixe as lanternas e os faróis
E os mantenha baixos! Em dias de chuva, a visibilidade tende a diminuir. Por isso, é importante manter os faróis e as lanternas acesos até durante o dia. Mas lembre-se: farol alto quando não se deve, prejudica os outros motoristas e pode até causar acidente também, ok?

Mantenha distância
Com a chuva, as pistas perdem um pouco a aderência e, assim, aumenta a necessidade de frenagem. Então, mantenha distância!

Atravessar trechos alagados pode?
Até pode, mas antes, verifique a altura da água. Se ela não passar da metade da roda do caminhão, é seguro atravessar. Agora, se ela tampar toda a roda, há um sério risco de afogamento do motor ou até o perigo de ficar preso em algum buraco ou desnível da pista. Tenha cuidado!

Segura esse volante! Mantenha as mãos no volante todo o tempo e, se houver aquaplanagem, diminua a velocidade e mantenha a direção reta.

Esqueça as manobras arriscadas
Elas não devem ser feitas nem em dias de sol, imagina com chuva?
Frear bruscamente, fazer ultrapassagens e manobras arriscadas em pista molhada aumenta os riscos e você pode até perder o controle do seu bruto. Por tanto, nada de pressa!

Gostou das dicas? Tem mais alguma medida essencial para evitar acidentes em dias de chuva? Conta pra gente nos comentários. E boa viagem!

Foto e texto: Iveco

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Dicas de economia para o cotidiano dos caminhoneiros


Aliar desempenho, rentabilidade e economia é o grande desafio do profissional que utiliza o caminhão no seu cotidiano. Para ter bons resultados, há uma série de itens que devem ser observados no momento de comprar ou trocar seu veículo de carga.


Abaixo, algumas dicas:

 - Escolha o caminhão mais adequado para o tipo de trabalho que você irá realizar levando em consideração a carga, a potência do motor, número de marchas e o consumo de combustível.

 - Procure um bom concessionário e converse com colegas antes de fechar negócio e adquirir um novo caminhão.

 - Por mais que utilizar um motor potente seja prazeroso, nunca exceda o limite de velocidade estipulado. Uma maior velocidade se traduz em mais riscos de acidente e aumento no consumo do combustível, além de emitir mais gases poluentes na atmosfera.

 - Observe o que o conta-giros do motor informa. Quando o veículo atinge a faixa verde mostrada pelo equipamento, isso quer dizer que o torque do motor e o consumo estão em equilíbrio.

 - No momento de abastecer, sempre desconfie do diesel vendido a um preço muito abaixo do praticado pela maioria dos postos. Há grande risco do óleo estar "batizado", o que vai aumentar o consumo e a poluição.

 - Mantenha os pneus na calibragem ideal, pois, quando murchos, eles aumentam o consumo de diesel e se deterioram com maior rapidez; assim como, quando muito cheios, aumentam os riscos de corte.


Fonte: Blog do Caminhão Mercedes-Benz 

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Conheça algumas dicas para lidar com os riscos da carga perigosa


Quem trabalha com transporte de cargas perigosas deve ter o dobro do cuidado antes de pegar a estrada, tanto com o caminhão como com o próprio bem-estar.

Muitas vezes as cargas consideradas perigosas são tóxicas ou inflamáveis, o que aumenta exponencialmente os riscos em caso de acidentes. No caso de materiais inflamáveis, o risco para o motorista e para outros usuários do sistema rodoviário é enorme, já que em caso de explosão e/ou combustão os envolvidos podem ficar feridos.

No caso de cargas tóxicas, o derramamento desse tipo de material pode causar um dano irreversível ao ecossistema local, prejudicando a vida da fauna e flora, poluindo rios ou lençóis freáticos.

Portanto, caminhoneiro, fique atento a essas dicas e tenha uma boa viagem:

Carregar sempre o kit de emergência completo – Placas de perigo, fitas zebradas, cones, etc.

Verificar luzes de sinalização – pisca-alerta, setas e faróis

Calibrar os pneus segundo a recomendação do fabricante

Fazer revisão completa do veículo, respeitando os prazos e quilometragem estipulados

Utilizar as placas que sinalizam o tipo de carga transportado

Verificar vazamento de fluidos como o de freio, óleo do motor ou diferencial

Fazer paradas periódicas e nunca dirigir com sono

Ter uma alimentação saudável e evitar comidas pesadas

Respeitar os limites de velocidade e obedecer às sinalizações de trânsito.


Fonte: Mercedes-Benz

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Pneus: cuidar bem, que mal tem?


Os pneus do seu bruto são fundamentais para garantir sua segurança e o bom funcionamento do veículo, principalmente quando falamos de veículos de carga. Por isso é tão importante mantê-los sempre saudáveis, e aqui vão ótimas dicas para te ajudar nessa tarefa.

A durabilidade de um pneu pode ser afetada, em grande parte, por conta destes cinco itens: Alinhamento, Balanceamento, Calibragem, Desenho de Banda e o Emparelhamento.

E por “afetada”, queremos dizer que o descuido desses itens pode reduzir até 40% a quilometragem de um pneu, fazendo com que a vida útil dos pneus do seu bruto caia quase pela metade, e o seu gasto com a compra de novos pneus dobre.

Portanto, se você colocar todas essas contas na ponta do lápis, vai reparar que é muito mais sensato e econômico fazer regularmente as manutenções dos pneus.

Gostou das dicas? Agora é só colocá-las em prática ;).



Fonte e imagem: Mercedes-Bens
Postagens mais antigas  → Página inicial