ELBER GELADEIRAS

Geladeiras para Caminhões

ELBER GELADEIRAS

Geladeiras Náuticas

ELBER GELADEIRAS

Geladeiras para Vans

ELBER GELADEIRAS

Geladeiras para Ônibus

ELBER GELADEIRAS

Projetos Especiais

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Quais cuidados tomar na hora de lavar seu caminhão


Pode não parecer, mas na hora de dar aquele banho no seu companheiro de estrada, é importante tomar algumas precauções e usar produtos específicos que garantam um bom desempenho, sem agredir a lataria.

Para ajudar você nesse trabalho, separamos três dicas que farão toda a diferença na hora de deixar seu caminhão com jeitinho de novo!

1. Maciez é a alma do negócio
Escolha sempre esponjas e panos macios. Isso vai ajudar você a remover as sujeiras mais profundas sem danificar a pintura. Na hora de aplicar os produtos, faça sempre movimentos circulares e suaves.

2. Cada produto no seu lugar
Evite usar produtos de limpeza que não sejam específicos para a lavagem de veículos. Detergentes, removedores ou desinfetantes devem passar longe da sua lataria! Lojas especializadas costumam ter diversas opções de ceras e outros materiais direcionados para a lavagem de caminhões, mas caso você não os encontre, o mais indicado é usar apenas água e sabonete neutro.

3. Atento aos detalhes
Para finalizar, aplique uma camada de cera, limpe bem as áreas mais escondidas, como as dobradiças, e coloque um pouco de óleo anti-ferrugem nos pontos em que for necessário. São os pequenos detalhes que fazem a diferença na hora de deixar seu bruto com tudo em cima! ;)



Fonte; http://blogcaminhao.mercedes-benz.com.br

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Quer economizar combustível? Então siga essas dicas

Imagem Mercedes-Benz

É caminhoneiro… como a gente sabe, é sempre bom tentar economizar no uso de combustível. Quando você gasta demais sem precisar, está praticamente ‘queimando dinheiro’. Então siga as dicas abaixo e tenha uma boa viagem!

1- Nunca rode com pneus murchos. Nunca mesmo. Algumas pessoas não se atentam a esse “detalhe”, mas além de ser mais perigoso, rodar com pneus murchos pode consumir até 20% mais combustível. E se você não se deu conta de quanto isso representa, vamos fazer uma conta básica: a cada R$ 1.000,00 gastos com combustível, R$ 200,00 são desperdiçados quando você roda com pneus nesse estado.

2- Excesso de peso? Nem pensar. Quando você roda com excesso de peso, coloca muita coisa em risco, inclusive o seu bolso. Por mais bruto que o seu caminhão seja, ele pode ser altamente prejudicado: além de aumentar o desgaste de diversas peças importantes, com excesso de peso, o motor é forçado além do limite, elevando portanto, o consumo. O Departamento de Eficiência Energética dos EUA levantou um dado assustador: a cada 40 kg extras, o consumo de combustível é aumentado em 2%. Parece pouco, mas quando pensamos em 400 kg de excesso, seu consumo aumenta em 20%.

3- Não dirija em alta velocidade. Ignorar os limites de velocidade coloca, além de vidas, bolsos em risco. Dados apontam que a melhor taxa de aproveitamento de combustível dos caminhões fica entre 40 km/h e 70 km/h. Mas o que pode realmente assustar muitos de vocês é: ao ultrapassar 88 km/h, a tendência é que o consumo aumente 1% a cada 1km/h. Rode a 110 km/h e você estará gastando aproximadamente 22% a mais combustível para rodar o mesmo trecho.

Curtiu as dicas? Então ajude o seu bolso, a natureza e contribua para a segurança de todos nas estradas. Comece a economizar combustível.


Fonte: Mercedes-Benz

terça-feira, 18 de julho de 2017

Aprenda a cuidar melhor dos seus pneus


Muitos caminhoneiros só lembram dos seus pneus quando alguma coisa acontece: vibrações, estouros, falta de aderência e até multas por causa de pneus carecas. Cuidar melhor dos pneus pode aumentar muito a segurança das suas viagens, além de poupar dinheiro.
Confira as dicas abaixo:

1 – Faça manutenções regularmente.O desgaste de muitas peças afeta diretamente o desgaste dos pneus também. Essas peças incluem: rolamentos, amortecedores, freios e eixos.

2 – Tenha atenção ao alinhamento e balanceamento. O alinhamento e o balanceamento são importantes para sua vida e para a vida do seu pneu. Quando desbalanceadas, as rodas perdem tração e estabilidade, além de gastar os pneus de maneira acentuada e irregular. O mesmo acontece com rodas desalinhadas, que inclusive puxam o caminhão para um dos lados. Realize esses procedimentos a cada 10.000 km ou ao sentir os efeitos no volante.

3 – Faça o rodízio das rodas. Algumas rodas gastam mais pneu do que outras, dependo da carga, do trajeto ou do estilo de direção. Portanto, para nivelar o desgaste de todos e aumentar sua durabilidade, faça regularmente o rodízio.

4 – Não rode com pneu careca. Além de ser proibido por lei, é extremamente perigoso rodar com pneus carecas. Isso acontece pois a falta de sulcos não permite que ele escoe a água corretamente, diminuindo significativamente sua aderência na pista molhada. Em pista seca, a aderência e a capacidade de frenagem também diminuem.

5 – Nem mais, nem menos. Utilize apenas a pressão exata. · Pneus com pressão abaixo da ideal: Consomem mais combustível, perdem aderência em curvas e desgastam de forma irregular.
Pneus com pressão acima da ideal: Diminuem a estabilidade, desgastam excessivamente no centro e aumentam o risco de estouro por impacto.

Fonte: Mercedes-Benz

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Conservando os frios na geladeira

Imagem reprodução

Muitas pessoas têm dúvidas sobre a melhor maneira de guardar alimentos na geladeira para conservá-los por mais tempo. Além de ser uma questão de saúde, para evitar que você ou sua família comam produtos estragados, você evita o desperdício de dinheiro.

Os frios, como presunto, apresuntado e outros, são essenciais para o lanche, mas qual é a melhor forma de guardá-los na geladeira?

Compre na quantidade certa
Não adianta comprar 1kg de presunto se você não tem nenhuma perspectiva de consumir essa quantidade em poucos dias. Os frios não duram muito na geladeira e, em pouco tempo, ficam com um aspecto pouco apetitoso. Nessa hora, a melhor coisa é tentar calcular, antes de ir pro mercado, qual é o consumo esperado nos próximos três dias. Outra alternativa é congelar o excedente.
Ainda que isso mantenha os frios conservados, há o inconveniente de esperar o descongelamento para comer. Além disso, a textura e o sabor, especialmente do presunto, podem ser bastante alterados nesse processo.

Frios precisam de frio intenso
Por isso, o melhor mesmo é não exagerar nas compras, uma vez que esses alimentos se deterioram com rapidez. Ao armazenar fatias de presunto, queijo, salaminho e outros frios na geladeira, dê preferência às prateleiras mais altas, onde a refrigeração é mais intensa. Certifique-se também de que as embalagens estão bem vedadas para manter a umidade natural dos produtos.

Vale também armazenar os frios em potes, desde que eles sejam fechados perfeitamente, sem deixar brechas para o ar (mesmo o refrigerado) entrar. O bom estado do produto também pode variar de acordo com a quantidade de alimentos na geladeira e com o número de vezes que o eletrodoméstico é aberto, expondo os frios ao contato com o ar de fora, mais quente. Apesar disso, é importante anotar a data de validade se for jogar a embalagem fora.


 Fonte: Perdigão

segunda-feira, 19 de junho de 2017

CONHEÇA AS MULTAS MAIS COMUNS PARA CAMINHONEIROS E COMO EVITÁ-LAS

Imagem reprodução

O caminhoneiro, que passa grande parte de seus dias dirigindo, está muitas vezes mais exposto à fiscalização. Além disso, existem legislações específicas para os veículos de carga que devem sempre ser obedecidas evitando a aplicações de multas.

É sempre bom lembrar que, o Código de Transito Brasileiro (CTB) não deve de maneira alguma ser visto como inimigo do condutor, pelo contrário, as regras de trânsito existem para garantir segurança nas ruas, avenidas e rodovias de todo o país.
O respeito à legislação não só evita o recebimento de multas, como permite a chegada ao destino com maior segurança, preservando o veículo e principalmente terceiros e o condutor.

Veja abaixo 3 das principais multas aplicadas e que podem facilmente ser evitadas:

Excesso de peso: Essa é uma das penalidades mais aplicadas em estradas. Ela varia em classificação de média a gravíssima de acordo com o total excedido. Havia uma grande discussão sobre quem deveria arcar com a responsabilidade dessa infração, o que fez com que o governo baixasse um decreto em setembro de 2015. Neste decreto, o transportador é responsabilizado quando: não há documento fiscal, ou quando a mercadoria tiver mais de um remetente. O embarcador é responsável quando o peso total for menor que o informado no documento fiscal. Ambos são solidariamente responsáveis quando o peso declarado for superior ao limite legal.

Farol quebrado em rodovias: Infração considerada média, ocorre devido à falta de atenção e manutenção do veículo. A manutenção das lâmpadas não é um procedimento caro, além de muito rápido, por isso vale a pena se certificar se está tudo OK antes de sair para a estrada.

Excesso de poluição: Neste caso, a multa para caminhoneiros não está ligada aos órgãos de trânsito, mas sim ao código ambiental. Por isso os valores aplicados são bastante superiores, podendo passar da cada dos dez mil reais.

Fonte: Iveco

quarta-feira, 14 de junho de 2017

História - Elber


Em 1987, na Elber já pensávamos em geladeiras para veículos. Foi então que inventamos a geladeira para caminhão para instalar na carroceria, produto inédito na época e que hoje é líder de mercado, pois nossos clientes são nossos principais vendedores. Crescemos na robustez e na qualidade e, pensando como nossos clientes utilizam nossos produtos, soubemos criar e evoluir.

Desenvolvendo tecnologia, verticalizamos e produzimos todos os componentes dos nossos produtos na nossa empresa. Assim, desde 1990, fabricamos geladeiras em 12 e 24 Volts sob medida para todas as montadoras de ônibus, para motor home e para veículos especiais produzidos no Brasil e em outros países.

Foi com muito entusiasmo que, há mais de 18 anos, participamos da evolução dos estaleiros que montam barcos e yachts no país, e desenvolvemos e fabricamos as geladeiras que equipam a maioria desses barcos aqui produzidos.

Como não paramos de inovar, desenvolvemos soluções para que as geladeiras e freezers Elber funcionem com energia solar, levando saúde e conforto aos mais distantes recantos do país onde não há energia elétrica convencional.

Como resultado de todo esse empreendimento, transcendemos as fronteiras do país e estamos presentes em todos os continentes para servir água e alimentos conservados e refrigerados em ônibus, caminhões, barcos e outras aplicações desenvolvidas pela Elber.

A Elber evoluiu de maneira profissional e organizada, produzindo geladeiras para todo tipo de automotores e para as linhas de saúde humana e animal, dentro dos mais rigorosos padrões de qualidade, atendendo às normas da indústria automotiva (ISO 9001:2008 e TS16949), da saúde (Certificado AFE e CBPF da ANVISA) e de tecnologia (CE resolução 743).

Assim, continuaremos crescendo pensando em geladeiras e equipamentos de bordo em 12/24 e 75 volts que funcionam a bateria. Fizemos bem porque amamos o que fazemos.


Elói Bertoldi
Presidente

terça-feira, 30 de maio de 2017

Postagens mais antigas  → Página inicial